Preparo do Churrasco

Organizando um churrasco

Os cortes de carne propícios para um bom churrasco vão muito além da picanha. Algumas sugestões são: T.bone, vazio (fraldinha), alcatra com osso, costela, contrafilé, maminha, prime rib, filé argentino, bife chouriço, filé mignon e cupim.

A pergunta mais comum feita por quem organiza um churrasco é referente à quantidade de carne a ser comprada. Este cálculo precisa ser feito levando em consideração os acompanhamentos, ou mesmo o tipo da carne a ser assada. Para não ter erro, são recomendadas as seguintes quantidades (por pessoa):

  • Aperitivo: de 100 à 150g
  • Carne sem osso: de 350 à 400g
  • Carne com osso: 500g
  • Costela bovina: 750g

Descongelamento

O descongelamento seguro deve ser feito dentro da geladeira, na parte mais baixa, que é a região menos fria. Além disso, é válido citar que depois de descongeladas, as carnes só podem ir novamente ao freezer após serem cozidas.

Como cortar

Para que a carne, independente do tipo de corte escolhido, fique macia, ela deve ser cortada no sentido contrário às fibras, pois desta forma haverá rompimento no feixe que as compõem. É esse rompimento que confere maciez à carne.

Evite espetar

Enquanto o churrasco está sendo preparado, é comum vermos assadores furando a carne com um garfo, a fim de saberem o ponto certo. Porém, quando isso é feito, os sucos naturais da carne escorrem, deixando-a seca e, consequentemente, menos saborosa. Um acessório imprescindível é uma pinça dupla achatada, com ela é possível segurar a carne sem furá-la.

Suculenta e ao ponto

Ao realizar um churrasco, é recomendado que a grelha esteja bem aquecida, para que a superfície da carne seja selada, evitando a perda dos sucos naturais, reduzindo o ressecamento. Uma ótima dica para saber se a carne está ao ponto é ficar atento ao suco: quando o suco da carne subir é hora de virá-la e, ao subir o suco novamente, a carne estará ao ponto. Já para as carnes inteiras, recomenda-se assar de 45 minutos a 1 hora por kg de carne.

Tempero ideal

De nada adianta um bom corte de carne se o tempero não deixá-lo saboroso. Por isso, para não errar, recomenda-se usar apenas o sal grosso para temperar o churrasco. Absorvido na quantidade certa se utilizado com moderação, o ideal é salgar a carne no máximo 15 minutos antes de assá-la. Visto que o tempero é simples, a sugestão é o preparo de molhos para acompanhar a carne. Assim, cada um escolhe o que mais agrada seu paladar, na quantidade que achar necessário. Uma das dicas é o molho Chimichurri, feito com alho, salsinha, louro, orégano, sal, pimenta, vinagre, água e óleo de girassol.

O fogo

Ao acender o fogo, alguns cuidados são recomendados para que acidentes sejam evitados. A principal sugestão fica por conta das pastilhas em álcool sólido, próprias para este fim. Após o início do fogo, deve-se deixar o braseiro ficar completamente avermelhado, sem chamas ou fumaça: assim, você terá as melhores condições de assar adequadamente seu churrasco. Jamais jogue água no fogo para diminuir a chama, pois a fumaça vai interferir no sabor da carne.

Utensílios necessários

O principal instrumento do churrasqueiro é uma boa faca de corte. Somados a ela estão os espetos, que devem ser de tal tamanho que apenas o cabo fique fora da grelha. Devem-se escolher os espetos conforme os tipos de assados. Para costela, por exemplo, é preciso espeto mais firme para sustentá-la. Dessa forma, espetos finos são indicados para carnes como linguiças e corações de frango, enquanto espetos duplos são excelentes para assar peças grandes como alcatra e fraldinha.

Atente-se para o cuidado necessário com os espetos ao final do churrasco. Devem ser bem limpos, do contrário, o sal e a gordura acabarão com eles em pouco tempo. Para não prejudicar a faca, o churrasqueiro precisa de uma grande e boa tábua, na qual a madeira não seja porosa, evitando que a sujeira entre com facilidade. Para que a tábua não fique com cheiro de carne, ela deve ser cuidadosamente lavada e muito bem secada, de forma a não permitir a proliferação de bactérias.

Antes de fazer ou comprar uma churrasqueira, é importante verificar sua praticidade, calculando, por exemplo, quantas pessoas costumam participar de um churrasco em sua casa. Quanto à grelha, é preciso ficar atento a alguns cuidados: a melhor opção para mantê-la limpa é lavá-la com água e sabão, e depois secá-la bem, colocando-a sobre o calor da churrasqueira para que não oxide. Destaca-se a parrilla (grelha argentina) como ótima opção, pois ela não permite que a gordura pingue na brasa e a fumaça se forme.